<BGSOUND SRC="http://clientes.netvisao.pt/jpcb/Downloads/hino_do_pp.mp3" LOOP="INFINITE"> CDS-PP PARTIDO POPULAR: 02.05 onload="JSCTimeOutID = window.setTimeout('setMessage()',500);"

24.2.05

A CAMPANHA DISTRITAL EM IMAGENS

20.2.05

NUNO MELO ELEITO NO DISTRITO DE BRAGA

7,86% no distrito de Braga.
Nuno Melo, o líder desta Distrital, foi o deputado eleito.

15.2.05

AGENDA DE CAMPANHA

4º FEIRA - 16 de Fevereiro

8:30 - Feira de Vila Nova de Famalicão

11:00 - Acção de rua em Vila Nova de Famalicão

15:00 - Visita à C.E.S.P.U. (Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário)

16:00 - Visita ao Hospital de São João de Deus em Famalicão


5º FEIRA - 17 de Fevereiro

8:30 - Feira de Barcelos

11:00 - Acção de rua em Barcelos

16:00 - Acção de rua em Braga

20:00 - Jantar com candidatos em Esposende


6º FEIRA - 18 de Fevereiro

8:30 - Feira de Guimarães

11:00 - Acção de rua em Guimarães

15:00 - Acção de rua em Braga

9.2.05

A Associação dos Combatentes do Ultramar Português e a Associação dos Prisioneiros de Guerra apoiam PAULO PORTAS

A Associação dos Combatentes do Ultramar Português e a Associação dos Prisioneiros de Guerra criticaram hoje as acusações do PCP e do BE de que o ministro da Defesa enviou cartas aos ex-combatentes para fazer propaganda política.

"O BE e o PCP sabem perfeitamente que os antigos combatentes que se têm reformado ou aposentado estão a receber cartas desde Setembro de 2004, iniciativa essa que tem ocorrido todos os meses seguintes com os antigos combatentes que vêem os seus processos concluídos", escrevem as associações num comunicado conjunto.

Na quarta-feira, o líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, acusou os ministros Paulo Portas (ministro de Estado e da Defesa Nacional) e Bagão Félix (Finanças) de fazerem propaganda política "com as moradas que as pessoas deram aos serviços do Estado".

No mesmo dia, o líder do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou que "não se pode usar o poder do Estado para servir partidos e campanhas eleitorais", na sequência da carta enviada aos combatentes sobre o tempo de serviço militar prestado, para efeitos de aposentação.

Em resposta, o ministério de Paulo Portas esclareceu que o envio das cartas, que classificou como "informativas", estava planeado desde Setembro, quando ainda se desconhecia que ia haver eleições.

"Este é o primeiro grande esforço do Estado para reconhecer os mais de 400 mil antigos combatentes que serviram a Pátria em condições especiais de dificuldade ou perigo", pode ler-se nas missivas da polémica.

Aquelas duas associações consideram ainda "incompreensíveis" as críticas a Paulo Portas, que classificam como "o político que em Portugal mais tem defendido a causa dos antigos combatentes".

Mais à frente, os Combatentes do Ultramar e os Prisioneiros de Guerra "estranham" que um dos "maiores" críticos do ministro da Defesa seja um antigo dirigente da Associação Portuguesa dos Veteranos de Guerra, António Cabeço, "conhecido como ex-deputado do PS, eleito pelo círculo de Bragança".

"Afinal de contas, o que move o sr. António Cabeço? Os portugueses precisam de saber que o autor de semelhantes críticas ao ministro Paulo Portas actua por motivos político-partidários", acusam.

A terminar, as associações elogiam "a postura coerente, determinada, irrepreensível e sem falhas" que Portas revelou para a aprovação da Lei dos Antigos Combatentes.

Fonte: Agência Lusa

Programa semanal de Campanha

2.ª Feira - Dia 7
Manhã
- Feira de Cabeceiras de Basto
- Visita ao Lar de Dr. Manule Fraga
- Visita ao Hospital Júlio Henriques
- Visita ao Centro de Saúde de Cabeceiras de Basto
Tarde
- Acção de Rua em Vila Nova de Famalicão

3.ª Feira - Dia 8 - Dia de Carnaval
-------

4.ª Feira - Dia 9
Manhã
- Feira de Fafe
- Feira de Amares
- Visita à Empresa Calidas em Amares
- Visita à Empresa Agrícola Terra de Amares
Tarde
- Acção de Rua em Vila Nova de Famalicão

5.ª Feira - Dia 10
Manhã
- Feira da Póvoa de Lanhoso com comitiva Distrital
- Feira de Vizela com comitiva Distrital liderada por Nuno Melo
- Visita à Santa Casa da Misericórdia de Vizela
- Visita ao ATL e Lar S.tª Eulália
- Visita aos Bombeiros Voluntários de Vizela
- Visita à Casa do Povo de Vizela
- Visita ao Centro de Saúde de Vizela
- Acção de Campanha no Fórum Vizela
Tarde
- Acção de rua em Braga
Noite
- Hotel Bagoeira, Barcelos
TERTÚLIA “A economia no Distrito de Braga organizado pela Associação Comercial e Industria de Barcelos, com a presença de Nuno Melo e os restantes cabeças de lista pelo Distrito de Braga.

6.ª Feira - Dia 11
Manhã
- Feira de Guimarães
- Acção de rua em Guimarães
Tarde
- Acção de rua em Braga

Sábado - Dia 12
Manhã
- Feira de Celorico com comitiva Distrital
- Feira de Joane, Vila Nova de Famalicão com comitiva Distrital liderada por Nuno Melo
- Mercado de Braga com comitiva concelhia de Braga
Tarde
- Acção de rua em local a designar.

Domingo - Dia 13
- Almoço na FIL, Lisboa, com a presença de Paulo Portas e Telmo Correia.

3.2.05

Vamos falar do que é útil aos portugueses

O CDS vai fazer uma campanha pela positiva, organizando um estúdio móvel de ideias, ao longo do País, com sucessivos temas em debate. Vamos falar do que é útil aos portugueses: eles não perdoarão que se lhes fale de mais alguma coisa que não seja o que é útil a Portugal.
Hoje mesmo, tivemos a primeira iniciativa, inteiramente dedicada ao Ambiente, com a presença do ministro Luís Nobre Guedes e de muita gente, de todas as idades, interessada num tema que está directamente ligado ao desenvolvimento sustentável, a principal questão do mundo actual.
O Ambiente não pode continuar a ser visto como uma flor na lapela, é uma questão essencial que diz respeito a todos e que tem tudo a ver com o futuro de Portugal. O nosso país tem condições naturais como poucos no mundo e a preservação ecológica, nomeadamente através da reabilitação dos parques naturais, pode e tem de ser uma fonte de riqueza e de criação de empregos qualificados em Portugal.
A marca do CDS no Governo passou também pelo Ambiente. Compreenderão que seja normal que o lembremos a quem possa estar esquecido: Luís Nobre Guedes fez em seis meses o que os governos socialistas não fizeram em seis anos.
O Eng. José Sócrates nada fez, enquanto ministro do Ambiente, para promover um plano nacional de ordenamento do território, instrumento essencial para evitar crimes ou agressões ao meio ambiente, promotor do desenvolvimento sustentável de cada região. O CDS fez muito e fez bem.
Em seis anos, o PS e o Eng. José Sócrates não aprovaram um único plano de área protegida. Nós aprovámos o quarto e o quinto em apenas seis meses.
Em seis anos, o PS e o Eng. José Sócrates não publicaram qualquer legislação em termos de fiscalização urbanística de áreas protegidas e fizeram a pior negociação da União Europeia em termos do protocolo de Quioto. Em vez de investir em Portugal e nos problemas portugueses, o Eng. José Sócrates preferiu comprometer o Estado português com o investimento de 200 milhões de euros em Búzios, no Brasil, num assunto relacionado com obras de saneamento básico.
Estes é que são os problemas que dizem respeito a Portugal e aos portugueses. São estes os assuntos a que o PS e o Eng. Sócrates deveriam responder. No Ambiente, repito, o CDS fez mais em seis meses do que o PS em seis anos.
Vamos continuar a apresentar aos portugueses as nossas propostas e a nossa equipa (se quiser ler o programa completo do CDS pode consultá-lo na página das legislativas do nosso sítio na internet em
www.cds.pt).
Como presidente do CDS, não esperem é que seja comentador das campanhas eleitorais dos outros partidos. O CDS tem direito à sua agenda e, já amanhã, estaremos em Évora numa nova sessão temática, desta vez dedicada à agricultura e aberta a quem quiser vir debater ideias connosco. Lá o esperamos...
Paulo Portas

1.2.05

Mobilização geral para o Palácio de Cristal

Chegou a hora da mobilização geral.
Já não há desculpas: quem tem Portugal e o CDS no coração pode agora demonstrar o seu patriotismo a todos os portugueses marcando presença num comício histórico no Palácio de Cristal pelas 20h00 do próximo dia 5 de Fevereiro.
Portugal não pode parar e o CDS vai mostrar a todos os portugueses a diferença da sua competência e da sua lealdade como garantia de estabilidade no Governo de Portugal.
O CDS e o País precisam de si. Por isso, marque a sua presença no emblemático Palácio de Cristal e traga a sua família e os seus amigos a um evento histórico onde não faltará alegria e comida. Participe naquele que queremos que seja o maior comício do nosso Partido no arranque da campanha eleitoral. Todos não seremos demais para demonstrar a força dos nossos valores e a coragem das nossas convicções.
Vamos dar uma lição de civismo e de organização a quem ainda possa ter a mínima dúvida sobre a utilidade do voto no CDS.
Quero estar consigo e com outros milhares de portugueses a defender o nosso projecto para Portugal.
Venha comigo e traga mais dez!
Paulo Portas